Você já deve ter ouvido falar em Indústria 4.0? E você sabia que esse termo se refere a uma possível quarta Revolução Industrial? Se a sua resposta é não para as duas perguntas, é melhor você se preparar, pois sua carreira pode estar em risco. Termo cunhado pelo alemão Klaus Schwab, diretor e fundador do Fórum Econômico Mundial, a Indústria 4.0 é uma realidade e trouxe com ela uma nova relação entre tecnologia e mercado de trabalho. E não pense que essa mudança se reflete somente com quem trabalha na área industrial. Todos somos afetados pela nova tendência.

Mas, na prática, o que a sua carreira tem a ver com isso? A automatização de processos é uma grande realidade, e muitas profissões correm o risco de ser extinguidas em breve, como é o caso de operadores de máquinas, por exemplo. Mas outras profissões tradicionais também estão em risco. O site “will robots take my job”, por exemplo, mostra, em porcentagens a probabilidade de uma profissão ser substituída por robôs nos próximos 20 anos, e os resultados podem ser assustadores. “O profissional do futuro deve estar preparado para sobreviver a essas mudanças. Hoje não podemos mais pensar em um alguém que só se especializa tecnicamente, uma vez que a inovação pode substituir de maneira muito mais otimizada habilidades técnicas. Para sobreviver a esse cenário será preciso desenvolver outras habilidades como inteligência emocional, criatividade, negociação, comunicação e outras habilidades decisivas para se manter no mercado de maneira diferenciada e segura”, afirma Hendel Favarin, um dos fundadores da escola Conquer, que é especialista em treinamentos nesta área.

Habilidades do futuro

Em frente a toda essa inovação e às tendências de mercado os especialistas da Conquer legeream quais são as habilidades para entender melhor quais são essas habilidades e de que maneira colocá-las em prática já em 2020. Confira:

1. Trabalhar as soft skills

Já é realidade. Habilidades como ser adaptável às mudanças, desenvolver a inteligência emocional, a empatia e, sobretudo, saber trabalhar em equipe é primordial neste mercado exponencial. Por isso, constantemente investir em cursos, leituras e práticas que levem ao desenvolvimento dessas habilidades é um bom caminho.

2. Descobrir suas habilidades empreendedoras

Nem todo mundo que tem uma boa habilidade empreendedora tem que ser empreendedor. Para além de abrir um negócio, desenvolver o espírito empreendedor é despertar a curiosidade, a iniciativa, a criatividade e a inovação, e, mais importante, fazer acontecer. Hoje as corporações, que também estão se adaptando às mudanças, querem um colaborador que tenha iniciativa, que saiba despertar na empresa o melhor dela, oferecendo espaço e autonomia para esse tipo de profissional. Assim, propor soluções diferenciadas, trazer inovação para dentro da empresa é essencial para a jornada profissional.

3. Melhorar pontos-chaves: produtividade, segurança e inovação

Mas, como assim? Isso mesmo. Não basta saber muito bem executar tecnicamente suas tarefas. Para se preparar para o mercado, é preciso uma série de fatores que vão fazer com que você se diferencie. A gestão do tempo é um desses fatores e que pode ser decisivo no cumprimento de metas e tarefas. Organize seu dia, utilize ferramentas como lembretes, assistente de voz, planners e o que mais for necessário para que você tenha controle do seu tempo. “Outros dois fatores fundamentais são as habilidades de oratória e de negociação. Por mais que pareça simples, saber se comunicar de forma assertiva e estar preparado para negociar ideias, prazos, demonstra profissionalismo e pode ser a chave para ter sucesso nas proposições de ações positivas na carreira”, garante Favarin. Além disso, a inovação é um requisito quase básico para a Indústria 4.0. Mas é importante lembrar que a inovação não está somente ligada à tecnologia, aplicativos e softwares, mas também a processos, produtos e ideias que façam com que o negócio se diferencie e se torne ainda mais competitivo. Com esses pontos desenvolvidos, a chance da sua carreira se destacar torna-se cada vez maior.

Originalmente publicado neste site

Ronaldo Faria Lima on EmailRonaldo Faria Lima on FacebookRonaldo Faria Lima on GithubRonaldo Faria Lima on LinkedinRonaldo Faria Lima on Twitter
Ronaldo Faria Lima
Desenvolvedor de software há 23+ anos. Escreveu software para indústrias diversas, como telecomunicações e hospitality, em sistemas que variam de aplicações de missão crítica a sistemas embarcados em plataforma móvel celular.
Categorias: Startups

Ronaldo Faria Lima

Desenvolvedor de software há 23+ anos. Escreveu software para indústrias diversas, como telecomunicações e hospitality, em sistemas que variam de aplicações de missão crítica a sistemas embarcados em plataforma móvel celular.

0 comentário

Deixe uma resposta