A transformação e a contabilidade digital trouxeram a possibilidade de fazer negócios via internet e isso é muito relevante para as empresas. Agora é possível encontrar clientes, contratar funcionários e realizar qualquer tipo de ação sem que as fronteiras geográficas sejam um empecilho.

Para legalizar essas ações, no entanto, é necessário o uso de documentos digitais, como os certificados A1 e A3. Cada um deles é recomendado para um tipo de situação. Como ainda são muitas as dúvidas que os gestores têm nesse sentido, desenvolvemos este artigo, no qual pontuaremos as principais diferenças entre certificado A1 e A3. Interessado? Então é só seguir a leitura!

O que é certificado digital?

O certificado digital pode ser definido como um documento de identificação, uma assinatura eletrônica, que pode ser utilizada por pessoas físicas ou jurídicas. Ele foi criado para transações online, no intuito de garantir a autenticidade e a proteção das informações.

O arquivo eletrônico funciona como uma assinatura digital, confirmando a legitimidade dos documentos digitais, tendo, assim, validade jurídica. Ele reduz custos com burocracia, impressão, armazenamento e cartórios.

Para que serve o certificado digital?

Os certificados digitais tornaram-se fundamentais às empresas devido à segurança que oferecem por sua autenticidade, confidencialidade e integridade às informações eletrônicas. Ele traz praticidade aos processos, como também agilidade ao realizar a assinatura digital, sempre de forma segura e prática.

Também podemos dizer, quanto à emissão de documentos fiscais, que ele tenha sido o fator primordial para a automatização.

Entre as principais funções do certificado digital, também está a redução da burocracia para a assinatura de documentos. Assim, evita-se perder tempo tendo que ir a cartórios, que geralmente cobram taxas para a realização de serviços simples. A economia também acontece pela redução do uso do papel na empresa, o que se torna um benefício para o meio ambiente.

Imagine, por exemplo, que sua empresa tenha recebido um contrato de um cliente. Ao receber o documento impresso, é comum que sua legitimidade e autoria sejam analisados. Para isso, é preciso recorrer a um cartório. Com os certificados A1 e A3, isso deixa de ser necessário.

Quais os principais tipos de certificado digital?

Os certificados A1 e A3 são os principais tipos de documentos digitais utilizados pelas empresas. Cada um deles tem uma finalidade e forma de uso, conforme veremos a seguir.

Certificado A1

O certificado A1, vinculado ao processo da Emissão de Documentos Fiscais, é um arquivo digital, de extensão no formato *.pfx. Ele é instalado e armazenado em um ou mais computadores, tendo, em sua maioria, a validade de um ano.

Certificado A3

Já o certificado A3 tem seu armazenamento em um objeto físico, que pode ser feito em dois formatos de mídia: o Token, que é semelhante a um pendrive, e o Smart Card, que é um cartão com chip. A maioria deles tem validade de três anos.

Tanto o certificado A1 quanto o A3 têm sua validade contada a partir da data em que foram emitidos. É preciso ter cuidado para que essa data não seja confundida com a de instalação.

Certificados A1 e A3: como escolher?

Para escolher entre o certificado A1 e o A3, devem ser considerados diversos fatores, entre os quais destacamos a finalidade da aquisição do certificado, o porte da empresa, as rotinas nas quais o documento será utilizado etc.

É muito importante ter esse conhecimento, uma vez que o que poderia ser uma economia acaba sendo inflexível e mais caro. Além disso, fazer uma escolha errada pode ser considerado perda de tempo para a empresa, que terá que refazer processos, caso seja necessária uma substituição.

Por conta da praticidade, o certificado A1 é quase sempre o mais recomendado. Ele possibilita a instalação em mais de um equipamento e isenta a aquisição do leitor de certificado.

Se você utiliza as aplicações SIEG, também terá mais praticidade na instalação e nas rotinas para esse tipo de certificado, uma vez que o sistema do A1 é o mais simples de ser integrado.

Porém, orientamos sempre a verificar as informações e ponderá-las, de acordo com as necessidades de sua empresa. Afinal, cada organização é única e tem demandas exclusivas. Por isso, leve em consideração os fatores que apontamos e escolha a opção que seja mais interessante para o desenvolvimento das atividades no seu negócio.

certificados a1 e a3

Quais são os benefícios dos certificados digitais?

Os certificados A1 e A3 apresentam benefícios diversos para as empresas que os utilizam. No caso do A1, além de fornecer segurança da informação, há ainda uma maior facilidade de uso e de mobilidade, uma vez que sua utilização pode ocorrer de forma simultânea.

Assim sendo, mais de um usuário poderá utilizar o documento simultaneamente, otimizando o tempo. O grau de flexibilidade é alto, podendo gerar mais lucro e produtividade.

Ainda sobre o certificado A1, podemos dizer que ele impossibilita o extravio de informações, devido ao fato de a criptografia ser armazenada em um disco rígido e tem a possibilidade de realizar backups periódicos.

A criptografia, para quem não sabe, é uma espécie de camada de proteção que envolve os códigos de programação em sistemas. Ela é responsável por evitar que informações sigilosas sejam acessadas por pessoas não autorizadas, por exemplo.

Falando sobre o certificado A3, ele pode ser gerado por meio de um Token ou cartão, sendo que a instalação pode ser feita em qualquer computador e pode ser levada para qualquer local.

A durabilidade também é interessante no certificado A3, uma vez que, dependendo da mídia, o certificado pode chegar a ter validade de até três anos.

Agora você já conhece as principais diferenças entre o certificado A1 e A3. Por isso, considere cada um deles e avalie qual é o mais interessante para a sua empresa. De tal maneira, poderá escolher a opção mais adequada para seu negócio.

A SIEG desenvolve sistemas que são voltados para a área contábil das empresas. Assim sendo, temos a expertise necessária para orientá-lo sobre a melhor opção de certificado digital para a sua empresa. Entre em contato conosco agora mesmo e saiba mais!

Originalmente publicado neste site

Ronaldo Faria Lima on EmailRonaldo Faria Lima on FacebookRonaldo Faria Lima on GithubRonaldo Faria Lima on LinkedinRonaldo Faria Lima on Twitter
Ronaldo Faria Lima
Desenvolvedor de software há 23+ anos. Escreveu software para indústrias diversas, como telecomunicações e hospitality, em sistemas que variam de aplicações de missão crítica a sistemas embarcados em plataforma móvel celular.
Categorias: Startups

Ronaldo Faria Lima

Desenvolvedor de software há 23+ anos. Escreveu software para indústrias diversas, como telecomunicações e hospitality, em sistemas que variam de aplicações de missão crítica a sistemas embarcados em plataforma móvel celular.

0 comentário

Deixe uma resposta