A melhor praia do planeta fica no Brasil, segundo o ranking Travellers’ Choice, da Trip Advisor. Baía do Sancho, localizada no arquipélago de Fernando de Noronha, é descrita como um paraíso celestial. No ranking sul-americano, o Brasil tem 11 dos 25 litorais mais bonitos, segundo o levantamento.

Fernando de Noronha é um local disputado tanto por turistas quanto por biólogos. Os esforços para manter os padrões de preservação da natureza e da fauna marinha e terrestre na ilha contrastam com a crescente demanda no mercado turístico e hoteleiro. A Administração de Fernando de Noronha estima em 103,5 mil o número de visitantes em 2018, o maior dos últimos anos, quando o plano de manejo da ilha prevê apenas 89 mil.

Para visitar a ilha, é necessário desembolsar uma taxa de preservação ambiental que vai de R$ 73 (1 dia) a R$ 5,1 mil (30 dias). Apesar do intenso fluxo de turistas durante todo o ano, a população remanescente na ilha é de 2 mil pessoas.

Brasil tem 10 das 25 melhores praias da América do Sul

Além da Baía do Sancho, outras 9 praias brasileiras distribuídas ao longo da costa estão entre as melhores da América do Sul. A praia Cacimba do Padre é a única do ranking que se situa na mesma ilha.

Três delas estão no município de Arraial do Cabo (RJ) — Prainhas do Pontal do Atalaia, Praia do Farol e Praia do Forno —, duas na capital carioca — Copacabana e Ipanema — e duas em Alagoas — Praia de Antunes e São Miguel dos Milagres. Há, ainda, a Baía dos Golfinhos, conhecida por suas falésias, localizada na Praia de Pipa (RN).

Originalmente publicado neste site

Ronaldo Faria Lima on EmailRonaldo Faria Lima on FacebookRonaldo Faria Lima on GithubRonaldo Faria Lima on LinkedinRonaldo Faria Lima on Twitter
Ronaldo Faria Lima
Desenvolvedor de software há 23+ anos. Escreveu software para indústrias diversas, como telecomunicações e hospitality, em sistemas que variam de aplicações de missão crítica a sistemas embarcados em plataforma móvel celular.
Categorias: Startups

Ronaldo Faria Lima

Desenvolvedor de software há 23+ anos. Escreveu software para indústrias diversas, como telecomunicações e hospitality, em sistemas que variam de aplicações de missão crítica a sistemas embarcados em plataforma móvel celular.

0 comentário

Deixe uma resposta